domingo, 9 de dezembro de 2007


Devemos andar sempre bêbados.
É a unica solução.
Para não sentires o tremendo fardo do Tempo,deves embriagar-te sem cessar.
Mas com quê?
Com vinho, com poesia ou com a virtude, a teu gosto...mas embriaga-te.]
eu preciso de andar sempre embriagada em amor...em qualquer das formas que ele existe: seja no riso dos amigos,ou na ternura que sentia no teu carinho...

( d um blog...)


(acabando com o post::: Thales só lembro de tí:::: Eu vou beber pra esquecer meus probrema..rssr...ontem fiz isso rsrssr)

2 comentários:

HOVO disse...

Não sei estou bêbado, mas todo bêbado nunca admite que está mesmo.

Então, espero que fiques trêbada, mas não troque as pernas e veja os buracos.

florzinha disse...

Sei,sei...Bêbada de poesia...eu sou!!!rs