quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

... O tempo é algo que não volta atrás.Por isso plante seu jardim e decore sua alma,Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores ...

William Shakespeare

2 comentários:

florzinha disse...

Isso é muito bom!

José Rodrigues (JR.) disse...

O tempo é sempre uma questão para nós, já que pensamos nele ora como um objeto ("eu tenho tempo para..." "eu não tenho mais tempo") ora como um inimigo ("minhas rugas") ou, ainda, como um aliado ("o tempo traz sabedoria ...") Mas afinal, o que é o tempo? Não sei explicar o que seja, mas eu o sinto, ele me atravessa, me desetabiliza ao mesmo tempo em que me fotalece; e quando dele eu quero fugir é quando eu o encontro. E meu primeiro livro de poesias eu escrevi duas poesias sobre o tempo, mas que hoje não as publico mais eu meu blog por achá-las... enfim, por ter uma outra visão sobre o tempo. Mas como é vocÊ Alice... lá vai uma delas:

O tempo

O tempo é um grande destruidor
O maior vencedor entre os vencedores
Um supremo alívio e estupor
O mais terrível medo.

O tempo é um grande segredo
Um enigma perfeito
Um punhal imbatível
Quase inexplicável, sempre temível, inexorável

A ele se curvaram impérios
Civilizações inteiras pereceram
O tempo é isto aqui, o presente
O tempo nos leva, nos arrasta, não nos dá escolha.

O tempo é imortal
Indiferente a nossa angústia
É sobrenatural, metafísico, avassalador.

O tempo é o que não domino
O que não alcanço
O que não perdoou,
O tempo está em meus sonhos e em meus pesadelos.

O tempo é tudo aquilo que não entendo
É tudo aquilo que desejo
É tudo aquilo que não tenho .

O tempo me leva
Ele que me trouxe
Agora só observa
Eu passo, sem tocá-lo, arranhá-lo
Sequer o atinjo.

O tempo é invencível
Tão belo e emblemático
Rápido e maldito
O tempo é aproveitado, perdido
O tempo é tudo isso.

Esse movimento infindável
De horas, minutos, ponteiros
Que não param, não se atrasam, não se perdem
O tempo me leva, não tenho escolha.

O tempo é grandioso
Arrasta a tudo e a todos
Não perdoa, passa por cima
Vejo sua fúria no espelho
Nas fotos, nas lembranças
O tempo me vence, me cansa.
(J.R)

um abraço, jose (JR.)
http://experimentandoversos.blogspot.com